Feira de San Telmo

Sou o tipo de pessoa que adora feiras de rua, desde as de artesanato, antiguidades ou gastronomia. Sem dúvida alguma é uma ótima forma de conhecer melhor os destinos turísticos e encontrar todo tipo de lembrança ou presente. Sempre que viajo faço um roteiro especial para as feiras e reservo um tempo sem presa pra conhecê-las. Recentemente estive na Argentina e conheci a famosa Feira de San Telmo (Cidade de Buenos Aires), com muiiiitos expositores e coisas incríveis. Lembrou um pouco a feira do Largo em Curitiba ou as feiras de antiguidades do Rio ou Europa, mas com aquele toque especial portenho.

Fonte: yearinsouthamerica.files.wordpress.com

Fonte: yearinsouthamerica.files.wordpress.com

O dia estava chuvoso mas mesmo assim tinha muitos turistas (brasileiros em peso). O lado bom foi que pude prestar mais atenção no comercio fixo que fica atrás do corredor de barracas (ótima dica de passeio pra quem não consegue estar na cidade aos domingos e ao mesmo tempo quer curtir o clima das antiguidades). Muitas lojas e galerias funcionam em horário comercial diariamente e algumas delas até montam barraquinha na feira como ponto de chamariz pra clientes.

ar3

Você pode encontrar todo tipo de antiguidade, couros, artesanato de várias partes do mundo e souvenires. Vá preparado pra bater muita perna no chão irregular de paralelepípedos.

ar1

Preços e dinheiro: Achei os valores parecidos com outros pontos turísticos da cidade, nada abusivo. A moeda de pagamento é variada, todos aceitam dólares e pesos argentinos, alguns aceitam o real.

ar04

A feira começou com algumas barraquinhas em novembro de 1970 e acontece religiosamente todos os domingos das 10 horas até às 17 horas, não falha nunca, nem mesmo em feriados, datas comemorativas ou com chuva.

ar2

Endereço: Praça Dorrego, Rua Defensa e Humberto I, San Telmo.
Sugiro começar o passeio na Praça de Maio (bem em frente a Casa Rosada ) e seguir até a Praça do Dorrego. Assim você não perde nenhum detalhe e ainda pode parar no meio do caminho pra ver a estátua da Mafalda no banquinho. Nesse trajeto também tem várias opções de restaurantes e cafés com todo tipo de preço e cardápio. O público chega a 10 mil pessoas por final de semana e a organização recomenda ir cedo para evitar aglomerações. Como acontece toda semana não tem muito essa de esperar “final de feira” pra conseguir preços melhores, eles praticamente não mudam durante o dia (a não ser para produtos perecíveis). Vale a pena pesquisar e deixar pra comprar tudo no retorno pois tem muita coisa repetida com valores bem diferentes, principalmente souvenir.
É, sem dúvida, um passeio que não pode ficar fora do seu roteiro de viagem!
Mais informações no site: www.feriadesantelmo.com

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Dicas e achados, Geral

Reformando vasinho antigo

Esse vasinho com suporte para parede é todo de madeira e estava pendurado na casa da minha nonna a mais de 60 anos. Ela faleceu no início do ano e meu nonno deu de presente para minha mãe, que por sua vez me entregou com a missão de reformá-lo. O primeiro passo foi lixar todo o ferro do suporte, o vaso e o coração. Deixei o coração com um pouco de tinta antiga embaixo para dar um efeito de demolição.

vaso1

Usei tinta spray para pintar os contornos de vermelho (como na peça original). Mas não apliquei direto pra não borrar, usei a tinta aplicada com um pincel pequeno. Queria manter a ideia original das aplicações com decalque a base de água mas por uns três meses procurei em vão nas papelarias daqui de Florianópolis. Hoje em dia é muito mais comum encontrar adesivos ou papel para decupagem mas eu teimava em achar os tais decalques. Com muita procura fiquei sabendo de uma papelaria bemmm antiga em Blumenau que poderia ter algum modelo esquecido nas gavetas e por sorte encontrei essa cartela de rosas (R$4,50) que serviria para a arte. Para aplicar é bem simples, basta deixar de molho na água por alguns minutos que ele solta e você coloca onde quiser com ajuda de uma pinça.

vaso2

Depois de todos os ramos colados eu usei um spray de verniz para dar acabamento e impermeabilizar.

vaso3

Gostei do resultado e minha mãe também. Quem sabe daqui a uns 60 anos minha netinha não volta a reformá-lo pra durar mais algum tempo!

vaso4

6 Comentários

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Meus cacarecos

Prato decorado do Bento

Já mostrei tempos atrás como pintar prato com canetinha específica pra porcelana, mas como resolvi fazer outro pra presentear o meu “chefe” Eduardo do Homens da Casa então vim mostrar rapidinho o DIY. Comprei um prato de bolo de porcelana branca e com ajuda de um carbono passei pra ele o desenho do pug (imagem do Google que joguei no corel e montei com faixa para letreiro). Pintei com as canetinhas preta e vermelha da Creative Marker (marcador de porcelanas e louças) e depois deixei no forno por 90 minutos (temperatura de 160 graus) para a tinta fixar.

BENTO1

Optei por um suporte de mesa plástico (comprado no R$1,99), mas também tem opção do suporte de ferro para pendurar na parede ou um gancho improvisado que você pode fazer com anel de latinha e Durepox. Depois disso bastou despachar de Santa Catarina pra Minas Gerais torcendo para o pessoal do correio ser carinhoso. Pronto = Edu feliz com o presente! =)

BENTO2

3 Comentários

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Meus cacarecos

Arranhador e brinquedo para gatos

Todo mundo que tem um felino em casa sabe que eles adoram brincar com as coisas mais simples. Tampinhas, bolas de papel e caixas de papelão podem mantê-los distraídos por horas. Aqui no apartamento não tem muito espaço pro Godot brincar então resolvi fazer algo pra ele se divertir. Primeiro, e com intenção de poupar o sofá, eu fiz um arranhador no pé da mesa da sala de jantar. Bastou enrolar 8 metros de corda sisal (R$0,90 o metro) e prender bem as pontas pra ele fazer a festa . Até brinco dizendo que é o “pole dance” dele. Ficou bem discreto e até combinou com a decoração rústica aqui de casa. Você pode fazer um enrolando a corda em uma coluna ou cano de PVC também. Depois peguei uma caixa baixinha e fiz vários furos nela, coloquei bolinhas de papel e tampinhas de galão de água dentro pra ele tentar pegar pelos buracos. Você pode fazer com caixa de pizza ou sapato que também funciona. Ele adora e fica um tempão “caçando” as coisas lá de dentro. Nossos gatinhos merecem!

gordo

1 comentário

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Meus cacarecos

Descolorindo e tingindo roupas!

Eu tenho uma jaqueta de sarja que adoro e já deve ter uns dez anos de uso mas estava muito desbotada, principalmente nos ombros onde mais pega sol quando ando na rua. A coitada estava esquecida a dois anos no armário esperando por uma solução (e vontade) pra ganhar cara nova que pudesse prolongar sua vida útil, ainda mais que o tecido ainda está ótimo.

P1050283

Primeira coisa foi descolorir ela todinha. Fiz um teste pra ver a cor na parte interna (onde não apareceria caso mudasse de ideia) e na hora até gostei, pensei que ficaria bacana então diluí 1 litro de água sanitária em meio balde de água e deixei a bichinha lá por umas 2 horas de molho.

q

Depois de seca achei horrível! Ficou um amarelo bananão e não combina nada comigo (de amarela já basta eu).

P1050309

O segundo passo pra ressuscitar a peça foi tingir de preto. Comprei tinta Guarary em pó, sei que existe uma especial pra jeans que talvez desse mais certo mas como não encontrei usei a normal de mercadinho mesmo e também funcionou. Essa danada mancha tudo, então como não quis estragar o balde eu cortei um galão de água mineral e usei pra deixar a jaqueta de molho. Foi só esquentar 2 litros de água e misturar bem o pó (usei um potinho inteiro) até ele dissolver, depois deixei a peça totalmente submersa por 2 horas (mexia nela com intervalo de 30 minutos para não ficarem manchas). Contei com a supervisão importantíssima do Godot, claro!

q2

No final do tingimento é preciso lavar bemmm a jaqueta pra soltar todo o excesso de tinta, mas mesmo assim pelas próximas lavagens é bom não correr o risco de colocar outra peça mais clara junto na máquina. Eu gostei do resultado, se fosse fazer tudo de novo não descoloriria, assim o fundo verde escuro já daria uma base mais fácil pro tingimento preto. Acho que pelo fato dela ter ficado amarela antes fez com que desse essa cara estonada. Agora com certeza ela terá mais uns anos de uso até o tecido suportar ou eu inventar outra coisa. Gosto de roupa velha, apesar de ser estilista eu sou muito enjoada com estampas pelo fato de ter trabalhado muitos anos desenvolvendo peças e prefiro as lisas ou com modelagem diferente. Minhas roupas preferidas são um short que fiz com uma calça velha do meu marido (tem mais de 10 anos), um casaco listrado que comprei no brechó a pelo menos uns 7 anos (isso que nem sei quantos anos ele ficou com a antiga dona). Parece até estranho falar mas se o mercado de confecção dependesse do meu ritmo de consumo ele tava danado rsrsrs!

P1050317

2 Comentários

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Meus cacarecos, Repaginando moda

Tetos coloridos

Quando começamos a pensar nas possibilidades para um cômodo que desejamos mudar as nossas ideias normalmente se concentram na dúvida entre pintar as paredes com alguma cor, colocar papel de parede ou usar revestimentos. Muitas vezes acabamos esquecendo de uma parte também importante que muitas vezes pode dar aquele charme especial se for bem aproveitada: o teto! Você pode abusar das cores e até fazer aplicações e desenhos que mudam definitivamente o visual de qualquer ambiente.

teto1

Sabe aquele problema visual de pintar um cômodo de cor escura e ele aparentar ser bem menor? Isso normalmente não acontece com a pintura do teto. Aqui em casa eu já tinha a parede de tijolinhos na sala (veja aqui o passo a passo) e o forro de madeira sobre a mesa (veja aqui o passo a passo), por isso não queria as paredes laterais com um tom escuro pra não sufocar o ambiente, preferi deixar tudo branco com intuito de amplitude e então resolvi dar mais atenção para o teto.

teto02

Usei a cor Bronze Lenda da Coral pois tem acabamento mate e passei duas demãos com intervalo de 30 minutos. Como não tinha acabamento de gesso e não achei que iria combinar com o rústico dos tijolos eu resolvi pintar o teto como se ele fosse uma tampa, fiz uma barra larga de 10 cm e isso criou um efeito bem bacana. A luz amarela do pendente da sala de jantar que gosto pelo fato de criar um clima meio “restaurante” ficou ainda mais aconchegante. Amei o resultado!

teto03

1 comentário

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Meus cacarecos, Reformas e obras

Invadindo as casas

Hoje resolvi fazer um post um pouco diferente, vou falar sobre a minha curiosidade absurda sobre o interior da casa das pessoas. Desde pequena eu ficava feliz da vida quando era convidada pra entrar na casa de algum amigo. Sempre fui muito curiosa pra saber como elas eram por dentro, sua decoração, cores, disposição dos móveis e organização. Algumas me chamavam atenção durante os caminhos do dia a dia mas nunca tive a chance de entrar. Fico de olho nas fotos de blogs com antes e depois ou até matérias sobre casas abandonadas e sites de imobiliárias (sim, bem maluca). Um dia descobri o Airbnb e ele me deu a chance de abrir muitas portas e viajar por horas. É um site de aluguel de casas onde você encontra moradias curiosas como castelos, conteiners, casas de árvore ou em barcos, réplicas de casas de filmes ou até mesmo uma grande toca de coelho.

Casa de árvore – Estados Unidos
foto01_casa árvore

Formas incríveis que você nunca imaginou que poderiam servir como lar!

Casa na caixa d’água – Reino Unido
foto02_casa caixa dagua

É possível ver os detalhes de diversos tipos de casas pelo mundo inteiro, são mais de 190 países cadastrados com todo tipo moradia.

Apartamento – Brasil (Rio de Janeiro)
foto03_apRio

Apartamento – Paris
foto4_paris

O site é uma espécie de rede social em que você pode se cadastrar pra alugar imóveis quando viaja (já usei o serviço e gostei bastante) mas minha parte favorita é ficar fuçando nas páginas só pra ver as fotos. Além de ter a chance de conhecer tantas casas e apartamentos também é um bom canal de pesquisa pra decoração e DIY. Já separei muitas imagens pra quem sabe um dia fazer projetos parecidos e tem bastante fonte de inspiração por lá, basta prestar atenção nos detalhes.

Olha só o que já salvei por aqui:

Prateleira para livros com escada
foto05

Parede decorada com CD’s e “You are here”
foto06

Bambolês decorando a parede
foto07

Cabeceira de cama com varão de cortina e almofadas de cadeiras e nichos com caixas pequenas
foto08

Parede pintada com desenho que acompanha o quadro
foto09

Cabeceira de cama com pallet cortado
foto10

Conheça o site. Você pode apenas “passear” nas imagens ou quem sabe alugar alguma coisa para sua próxima viagem.

2 Comentários

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Pessoal