Arquivo da categoria: Reformas e obras

DIY: Revestimento 3D

Já fizemos um post sobre aplicação dos tijolinhos da Santa Luzia (Ecobricks – Leia aqui), e agora viemos mostrar um lançamento em revestimento 3D também feito com Poliuretano reciclado (PU): Linha Vértice.

Passo a passo para instalação!

Parede branca em alvenaria com massa corrida e pintura tradicional.

foto-01

Primeiro passo

Para colar as placas na parede basta aplicar algumas linhas de silicone branca Santa Luzia (pode ser usada a incolor também). Depois posicionar no local correto e aguardar alguns segundos dando leves batidinhas até fixar.

Sentido da colagem

Comece a instalação de fora para dentro da parede, deixando a parte de acabamento de corte para terminar sempre nos cantos. Nas laterais e no teto as peças são marcadas com lápis e cortadas com serra.

Acabamento

A finalização é feita com a massa flex branca da Santa Luzia em todos os contornos das placas. O visual final passa a ser mais uniforme e depois da massa não é possível perceber nenhuma das emendas.

Ponto! Em poucos minutos e sem muita sujeira você pode renovar seu ambiente.

A linha Vértice está disponível no tamanho 29 cm X 29 cm.

Existem 05 cores prontas de fábrica (Branco, Branco Envelhecido, Cinza Mescla, Cinza Grafite e Ouro Envelhecido) mas todas podem receber pintura no caso de uma personalização. Você também encontra a massa flex para acabamento disponível nos mesmos tons.

Pode ser aplicado tanto em áreas internas quanto externas e não estufa com água, nem tem problema com cupins por se tratar de PU.

Mais informações no site da Santa Luzia: www.industriasantaluzia.com.br

Bom DIY pra você!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Reformas e obras

DIY – Cacto de arame farpado

A tempos que a decoração mais clean com pegada industrial e escandinava está em alta. Concreto, metais, couro e rústico mesclados e dando origem a mil objetos.

Resolvi fazer um cacto usando arame farpado tradicional!

Fui fazendo as voltinhas e criando a forma assim meio no “olhômetro” mesmo. Usei um alicate para cortar e segurar pois é bem duro e espeta os dedos.

foto01ci

Dica: Se preferir, você pode pintar o arame com spray em cores como cobre e dourado. Faça isso antes de finalizar a parte da base para evitar manchas. Existe o arrame comum, que enferruja, ou alguns mais caros que não oxidam.

Para fazer a base do vaso usei argamassa e uma embalagem plástica. Basta derramar a mistura na forma e depois colocar o cacto de pé bem centralizado.

foto02ci

Usei palito de churrasco e barbante para manter bem retinho até secar. (Tempo de secagem total interna: 3 a 4 dias)

Depois é só tirar da forma e se necessário lixar as beirada pra dar acabamento. Se você for colocar em cima de um móvel muito delicado pode colar uma roda de feltro ou EVA na base pra não arranhar.

foto03ci

Dica: Use argamassa pronta e não cimento pois o pó é mais fininho e o acabamento fica mais liso. Se só tiver cimento eu aconselho peneirar antes de usar para tirar as pedras maiores de areia. A argamassa tem pra comprar em outras cores também como preta e branca, é legal pra poder variar e misturar em camadas.

foto04ci

Fácil né?

Agora você pode usar como um vaso decorativo ou até mesmo como peso de porta!

Bom DIY!

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Geral, Meus cacarecos, Reformas e obras

Cabeceira de cama – DIY

Esses tempos encontrei prateleiras aqui no leva entulho do prédio e as trouxe pra casa sem saber exatamente o que faria. Elas ficaram algumas semanas encostadas no escritório até que minha cunhada me perguntou se eu podia ajudá-la a bolar uma cabeceira para sua cama box de casal de forma rápida e barata. Olhei para as benditas e já comecei a pensar em algum tipo de acabamento que pudesse ser feito por nós mesmas. Depois disso foi só preparar o material e colocar a ideia em prática.

cab1

Compramos espuma de 4 cm de altura, grampos para grampeador de estofaria, tecido na metragem suficiente pra encapar as três prateleiras e cola branca escolar. Cortamos a espuma exatamente do tamanho das madeiras e fixamos com cola branca.

cab2

Depois de seca viramos a peça sobre o tecido e cortamos deixando uma beiradinha de uns 10 cm ao redor de tudo, essa foi a margem de dobra na hora de grampear. É importante dobrar bem os cantinhos pra eles ficarem discretos. Fizemos uma dobra reta normal como a de um papel de presente ou envelope.

cab3

Para prender na parede eu fiz furos com furadeira de 8mm em todas as partes de madeira e coloquei parafusos com broca 6mm no concreto, pendurando como se fossem quadros. Um pedacinho de fita de silicone é o bastante para evitar que a parte de baixo se mova. Prontinho!

cab6

Dicas:

– Use tecidos mais encorpados (grossos). Isso evita que fiquem amassados facilmente e também que deformem com o tempo usado no encosto;

– Outras tábuas, portas, prateleiras em formatos diferentes também ficam bacanas. Basta alinhar de forma que atenda suas necessidades de espaço;

– Preste atenção na direção dos desenhos na hora que for cortar o tecido pra que não fique enviesado ou de cabeça para baixo;

– Antes de pendurar na parede tire a medida da sua cama box (elas apresentam alturas variadas), deixando na altura perfeita pra você;

– Se quiser pode usar várias estampas diferentes, uma em cada parte de forma que as cores delas fiquem harmônicas entre si;

– Você pode adicionar botões criando efeito “almofadinha” e até usar espumas mais espessas.

Veja como ficou:
cab4

2 Comentários

Arquivado em Geral, Meus cacarecos, Reformas e obras

Tetos coloridos

Quando começamos a pensar nas possibilidades para um cômodo que desejamos mudar as nossas ideias normalmente se concentram na dúvida entre pintar as paredes com alguma cor, colocar papel de parede ou usar revestimentos. Muitas vezes acabamos esquecendo de uma parte também importante que muitas vezes pode dar aquele charme especial se for bem aproveitada: o teto! Você pode abusar das cores e até fazer aplicações e desenhos que mudam definitivamente o visual de qualquer ambiente.

teto1

Sabe aquele problema visual de pintar um cômodo de cor escura e ele aparentar ser bem menor? Isso normalmente não acontece com a pintura do teto. Aqui em casa eu já tinha a parede de tijolinhos na sala (veja aqui o passo a passo) e o forro de madeira sobre a mesa (veja aqui o passo a passo), por isso não queria as paredes laterais com um tom escuro pra não sufocar o ambiente, preferi deixar tudo branco com intuito de amplitude e então resolvi dar mais atenção para o teto.

teto02

Usei a cor Bronze Lenda da Coral pois tem acabamento mate e passei duas demãos com intervalo de 30 minutos. Como não tinha acabamento de gesso e não achei que iria combinar com o rústico dos tijolos eu resolvi pintar o teto como se ele fosse uma tampa, fiz uma barra larga de 10 cm e isso criou um efeito bem bacana. A luz amarela do pendente da sala de jantar que gosto pelo fato de criar um clima meio “restaurante” ficou ainda mais aconchegante. Amei o resultado!

teto03

1 comentário

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Meus cacarecos, Reformas e obras

Como aplicar adesivo na parede

Hoje vim mostrar pra vocês como é fácil mudar radicalmente o visual de um ambiente sem gastar muito nem ter bagunça ou quebra-quebra em casa. Conheci o site do Papel de Parede Decor e escolhi o modelo Rose 08 (Dimensões: 5,00m x 0,58cm – valor do rolo R$68,00) para aplicar na parede de cabeceira e lateral da porta de entrada do meu quarto.  Encomendei dois rolos e no pacote veio junto um impresso explicando como aplicar e uma espátula de silicone para alisar.

papel01

Eu já havia colocado outro papel de parede tradicional no quarto mas com problemas de infiltração ele acabou desbotando então retirei tudo e passei massa pra deixar a parede lisinha outra vez. Nas laterais de encontro com a parede pintada fiz um acabamento com tinta para o encontro ficar perfeito (Meu gato Godot vistoriando a obra no detalhe da foto rsrsrs). O que mais gostei nesse novo material foi que o papel na verdade é 100% PVC, ou seja, um plástico resistente que é fácil de limpar, não esfola e como já vem com adesivo não precisa fazer aquela melequeira com cola e rolinho.

papel02

Para aplicar basta fixar no topo (com uma sobra para acabamento) e ir deslizando a película de proteção da parte de traz. Nessa hora a espátula de silicone ajuda muito pra ir colando com uniformidade e possibilita ir empurrando as bolhas de ar para as laterais, assim fica tudo lisinho.

papel03

Corte as sobras em cima e embaixo com estilete e também nos lugares onde houverem tomadas. Aqui em casa eu já havia colocado as sancas de isopor (ensinei como faz nesta postagem aqui) mas se você puder opte pela aplicação do papel antes desse tipo de acabamento. Caso já tenha feito, corte bem rente e depois passe uma pequena quantidade de massa corrida branca com o dedo pra tapar a frestinha que fica. É importante também prestar atenção no encontro dos desenhos na hora de colar as outras fileiras de papel para ter continuidade, verifique isso antes de cortar pois pode haver alguns centímetros de desperdício dependendo da padronagem (estampa).

papel04

Dicas:

– A parede deve estar seca na hora de aplicar e quanto mais lisinha melhor;

– Antes de comprar seu papel verifique as medidas da parede e compare com a largura do rolo, mesmo assim compre um pouco a mais por causa do desperdício do encaixe e de possíveis erros na hora da aplicação;

Pronto! Em pouco tempo paredes e astral do quarto renovados

papel05

9 Comentários

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Reformas e obras

TransPLANTANDO

As plantas dão um charme especial em qualquer decoração e mais vida aos ambientes. Quando perguntei pra meia dúzia de amigos se eles sabiam plantar me surpreendi pois mais da metade me disse que não. Teoricamente todo mundo acha simples mas na hora de colocar a mão na massa, ou melhor , na terra, surgem algumas dúvidas comuns que podem definir a saúde das suas plantinhas. Resolvi fazer um post bem básico explicando como transplantar de um vaso para o outro sem prejudicar o crescimento delas.

Optei por suculentas que são de fácil manutenção e ficam bonitas o ano inteiro sem exigir grandes cuidados.  Elas chegaram naqueles vasinhos plásticos de floricultura e resolvi mudá-las para os esmaltados sem furo embaixo (que não necessitam pratinhos de água). Primeiro forrei o fundo do vaso com pedrinhas brancas (você encontra pra vender em floriculturas).  Essa camada serve como reservatório para possíveis excessos de líquido caso ela seja molhada exageradamente. Depois coloquei uma quantidade de terra pronta (também vende em pacotes na floricultura), deixando um espaço até a borda suficiente para acomodar as raízes.

planta1

Quando o fundo estava preparado bastou posicionar a suculenta do centro do vaso e preencher as laterais com terra de qualidade. Fui apertando um pouco com os dedos para o barro assentar, mas não amassei muito pra não prejudicar as raízes.  Para finalizar coloquei mais pedrinhas brancas decorando!

planta2

ssa espécie de planta não gosta de muita água e ela até morre se você resolver regar todo dia. As minhas molho de 2 em 2 dias com 3 colheres de água na base. No começo achava estranho e até ficava com dó, parecia que ia deixar as bichinhas morrerem de sede mas depois pesquisei e vi que era assim mesmo. Se você optar por um vaso com furo embaixo e pratinho, nunca deixe água acumulada pois as raízes dela podem apodrecer. O Sol indireto é o suficiente para mantê-las bonitas por muitooo tempo.

planta3

1 comentário

Arquivado em Dicas e achados, Geral, Reformas e obras

Coração de cimento – DIY

Eu ainda tinha cimento pronto que sobrou quando fiz a parede de tijolinhos aqui em casa e já que não vou fazer novas obras (pelo menos por enquanto), eu pensei em utilizar ele pra alguma coisa na decoração. Comprei uma forminha de plástico dessas que usam pra fazer chocolate (R$1,00) com 15cm de diâmetro e profundidade 4cm e usei o cimento pra preenchê-la. É importante deixar secar sobre uma toalha amontoada deixando a forma reta já que a base é irregular essa foi a solução que encontrei para que o cimento secasse sem escorrer para um dos lados. Fui acompanhando durante 8 horas fazendo toque pra saber o ponto certo de desenformar. Quando percebi que já estava consistente eu tirei da forma e lixei as beiradas pra dar acabamento perfeito, depois deixei secar totalmente com o coração já virado para cima.

CIMENTO01

Imprimi um letreiro no tamanho desejado com as iniciais minha e do meu marido e nossa data de casamento. Você pode escrever nomes, datas, palavras de afeto ou qualquer coisa que der na telha. Usei papel carbono para passar o desenho e caneta de retroprojetor preta para contornar (pode ser canetinha ou caneta permanente que também funciona). Depois fiz um furo com broca 8mm na parte de trás para poder encaixar o parafuso quando for pendurar na parede.

CIMENTO02

Meu coração ficou em estilo provençal para colocar na parede da sacada aqui de casa, mas ao mesmo tempo o cimento cru quebrou o aspecto romântico e deu um ar mais moderninho para a peça.

Dicas:

– Deixe secar na sombra pois diretamente no sol pode ocorrer rachaduras;

– Você usar outras formas dos mais variados formatos;

– Se preferir pode pintar com tinta spray ou de alvenaria para decorar;

– Evite molhar pois isso pode borrar as letras, use pano seco para limpar;

– Cuidado na hora de escrever pois o cimento é bem poroso e depois de escrito fica bem difícil apagar;

– Se não quiser pendurar na parede você pode deixar exposto em uma base acrílica como as dos pratos decorativos;

CIMENTO03

1 comentário

Arquivado em Geral, Meus cacarecos, Reformas e obras